Acceso abierto Acceso abierto  Acceso restringido Suscripción o acceso de pago

Aspectos sociais e econômicos do assentamento Quinta da Serra em Viçosa - Alagoas / Social and Economic Aspects of the Brazilian Agrarian Reform Community Quinta da Serra in Viçosa - Alagoas

Jose Crisologo de Sales Silva (Universidade Estadual de Alagoas ), João Ribeiro da Silva Neto (Instituto Naturagro), Erivaldo Gomes de Vasconcelos (Instituto Naturagro)

Resumen


ABSTRACT

This work was developed based on a study developed in the establishment of the agrarian reform Quinta da Serra, located in the municipality of Viçosa, state of Alagoas, Brazil, which previously had sugarcane as its economic activity. At least three questions stand out on the results presented: the question of gender, age and ethnicity. It presented low indices related to the production and distribution of the products, as well as, around the social and economic reality of the settlers, low human development index and a poor distribution of income, that reflects in the quotidian of the population that lives in the settlements.

RESUMO

Este trabalho foi desenvolvido a partir de estudo desenvolvido no assentamento da reforma agrária Quinta da Serra, localizado, no município de Viçosa, estado de Alagoas, Brasil, que antes tinha como atividade econômica a cultura da cana-de-açúcar. As informações presentes neste trabalho foram coletadas a partir da realização de grupos focais com os assentados, pesquisa em órgãos públicos, entrevista com as lideranças do assentamento e agentes de saúde, aplicação de questionários individuais com dados de levantamento socioeconômico, observações in loco e de pesquisas bibliográficas. Pelo menos três questões são importantes destacar sobre os resultados apresentados após o trabalho de campo: a questão de gênero, a etária e a étnica. O programa de reforma agrária brasileiro apresenta uma peculiaridade básica, um índice relativamente baixo de mulheres contempladas, se comparado ao de outros países da américa latina. No entanto, no Assentamento Quinta da Serra o número de titulares do sexo feminino encontra-se um pouco maior, se comparado ao masculino: foi observado que 67% dos titulares de lotes são do sexo masculino e 33% são compostos por mulheres. A pesquisa apontou alguns problemas comuns aos assentamentos rurais de Alagoas e do Brasil. Tanto no que se refere à produção e distribuição dos produtos, como também, em torno da realidade social e econômica dos assentados, baixo índice de desenvolvimento humano e uma má distribuição de renda, que reflete no cotidiano da população que vive nos assentamentos.


Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


IBGE. (2010). Censo Demográfico 2010. Disponível em: . Acesso em novembro 2013.

— (1980, 1991, 2000 e 2010). Censo Demográfico 1980, 1991, 2000 e 2010, e contagem da população 1996. Disponível em: < http://cod.ibge.gov.br/25U1P.> Acesso em outubro de 2014.

INCRA. (2011). Plano de Desenvolvimento de Assentamento Quinta da Serra. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Equipe de ATES. Alagoas, 2011.

Mello, P. D. de A. (2002). Reestruturação produtiva na atividade canavieira: ação sindical e dos movimentos sociais rurais em Alagoas a partir de 1985. 2002– Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

Movimento Terra Trabalho e Liberdade. (2002). Documento de fundação: nova estratégia socialista. Goiânia.

— (2003). Núcleos de Famílias: caderno de estudo para implementação Nacional. 2003.

Oliveira, E. A. F. de. (1997). As Associações Comunitárias em Alagoas. Maceió: EDUFAL.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2017 Revista Internacional de Ciencias Sociales

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-SinObraDerivada 4.0 Internacional.

ISSN: 2530-4909

URL: http://journals.epistemopolis.org/index.php/csociales/