Acceso abierto Acceso abierto  Acceso restringido Suscripción o acceso de pago

Las matemáticas, las valoraciones exteriores y la construcción del índice de desarrollo de la educación básica (IDEB) brasileña / Mathematics, external evaluations and the construction of the Basic Education Development Index (IDEB) Brazilian

Delci Heinle Klein, Clarice Salete Traversini (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

Resumen


RESUMO

O presente artigo traz alguns apontamentos acerca das avaliações externas [PISA e Prova Brasil] da Educação Básica brasileira, suas intersecções com a Matemática e com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica - IDEB. Procura mostrar como a Matemática pode ser um fato determinante de qualidade da educação, pois, ao compor a Prova Brasil, a proficiência em Matemática é utilizada na elaboração do IDEB, que, segundo o Ministério da Educação, visa “medir a qualidade de cada escola e rede de ensino”. Assim, buscamos nossa análise da proficiência em Matemática, de crianças e jovens brasileiros, a partir de dados do relatório do PISA 2012 e dos microdados do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira- INEP

ABSTRACT

This article provides some notes about the external evaluations [ PISA and Proof Brazil ] of the Brazilian basic education, their intersections with Mathematics and the Development Index of Basic Education - IDEB . Seeks to show how mathematics can be a determining factor of the quality of education , therefore, to compose the Test Brazil , proficiency in mathematics is used in the preparation of IDEB , which , according to the Ministry of Education, aims to measure the quality of each school and school system . Thus , we seek our analysis of proficiency in mathematics in children and young Brazilians from the PISA 2012 report data and microdata from the National Institute of Research Anísio Teixeira- INEP .


Texto completo:

PDF

Referencias


AKKARI, Abdeljalil.(2011). Internacionalização das políticas educacionais:transformações e desafios. Petrópolis: Vozes.

BRASIL. (1996). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira –LDB(1996). Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em 03/09/14

BRASIL/MEC/INEP.(2007). O que é o IDEB. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/portal-ideb/o-que-e-o-ideb. Acesso em 08/04/14.

BRASIL/MEC/INEP.(2007).Nota Técnica do IDEB. Disponível em:

http://download.inep.gov.br/educacao_basica/portal_ideb/o_que_e_o_ideb/Nota_Tecnica_n1_concepcaoIDEB.pdf. Acesso em 25/01/14

BRASIL/MEC. (2014). Plano Nacional de Educação – Lei Nº13005/14. Brasília, 2014. Dispo-nível em: http://presrepublica.jusbrasil.com.br/legislacao/125099097/lei-13005-14. Acesso em 03/09/14.

BRASIL/MEC.(2011). Prova Brasil: Avaliação do Rendimento Escolar 2011. Brasília: MEC, 2011. 38p.

FOUCAULT, Michel.(2005). Em Defesa da Sociedade: curso no Collège de France (1975-1976). Tradução de Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Martins Fontes.

__________ (2006). “Omnes et Singulatim”: uma crítica da razão política. In: MOTTA, Manoel Barros de (Org.). Estratégia, Poder e Saber. 2. ed. Rio de Janeiro: Florense Universitária, p. 355-385.

KLEIN, Delci H e TRAVERSINI, Clarice S. (2015). Indícios da proveniência do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB: um olhar sobre alguns documentos oficiais de 1990 a 2014. Anais do 6º SBECE/3º SIECE. Canoas.

OCDE/INEP. (2013). Relatório Nacional do PISA 2012. Brasília.

POPKEWITZ, T. e LINDBLAD, S.(2001). Estatísticas Educacionais Como um Sistema de Ra-zão: relações entre governo da educação e inclusão e exclusão sociais. Educação & Sociedade. São Paulo, v. 22, n. 75, ago. p. 111-148.

TRAVERSINI, Clarice Salete e LOPEZ BELLO, S. E. O. (2009).Numerável, Mensurável e Au-ditável: estatística como tecnologia para governar. Educação & Realidade. Porto Alegre, v. 34, n. 2, mai/ago p. 135-152

UNESCO/CONSED. (2001). Educação para Todos: o compromisso de Dakar. Brasília: U-NESCO, CONSED, Ação Educativa. 70p. Disponível em http://unesdoc.unesco.org/images/0012/001275/127509porb.pdf. Acesso em 15/01/14.

WERLE, Flávia Obino Corrêa (Org). (2010). Avaliação em larga escala: foco na escola. São Leopoldo: Oikos; Brasília: Liber Livro.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2018 Revista Internacional de Educación y Aprendizaje

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-SinObraDerivada 4.0 Internacional.

URL: http://journals.epistemopolis.org/index.php/educacion/