Acceso abierto Acceso abierto  Acceso restringido Suscripción o acceso de pago

Imagem e cidade: o encolhimento do OLHAR / Image and city: The shrinking of the look

Rodrigo Capelato

Resumen


RESUMEN

Nunca o mundo foi tão ávido por imagens como hoje! No entanto, na cidade contemporânea, a sedução pela imagem vem sendo cada vez mais anestesiada pela própria atrofia da nossa capacidade perceptiva, afinal, sob o advento da velocidade e da espetacularização somos conduzidos a experiencias onde a rotina, o olhar passageiro, o olhar transeunte e a baixa definição de linguagens não verbais formam um conjunto de comportamentos que tem encolhido a nossa capacidade de olhar a cidade. Uma espécie de glaucoma que facilita a leitura de algumas qualidades visuais da paisagem, mas impede que ela seja apreendida em sua totalidade.

ABSTRACT

The world has never been so eager for images as it is today! However, in the contemporary city, the seduction by the image has been increasingly anesthetized by the very atrophy of our perceptive capacity, after all, under the advent of speed and spectacularization we are steered to experiences where the routine, the glance, the passer-by look and the low definition of non-verbal languages form a set of behaviors that have shrunk our ability to look at the city. A type of glaucoma that facilitates the reading of some visual qualities of the landscape, but prevents it from being apprehended in its totality.


Texto completo:

PDF

Referencias


Bosi, Alfredo (1988). Fenomenologia do olhar. In: NOVAES, Adauto (org). O olhar. São Pau-lo: Cia. das Letras.

Chauí, Marilena (1988). Janela da alma espelho do mundo. In: NOVAES, Adauto (org). O olhar. São Paulo: Cia. das Letras.

Cerasi, M. (1977). La Lectura del Ambiente. Buenos Aires: Infinito.

Cullen, G. (2006). Paisagem Urbana. Lisboa: Edições 70.

Debord, G. (1997). A sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto.

Deleuze, G. (1991). A Dobra: Leibniz e o Barroco. Campinas, SP: Papirus.

Deleuze, G. and Guattari, F. (1995). Mil Platôs: Capitalismo e Esquizofrenia. Vol. 1. São Paulo: Editora 34.

— (1997). Mil Platôs: Capitalismo e Esquizofrenia. Vol. 5. São Paulo: Editora 34.

Didi-Huberman, G. (2010). O que vemos, o que nos olha. São Paulo: Editora 34.

— (2013). A imagem sobrevivente: história da arte e tempo dos fantasmas segundo Aby War-bung. RJ: Contraponto.

Ferrara, L. D´Alessio (1988). Ver a cidade. Cidade,imagem,leitura. São Paulo: Nobel.

— (1993). Olhar Periférico. Informação, linguagem, percepção ambiental. São Paulo: Edusp.

Feuerbach, L. (1988). A essência do Cristianismo. Campinas: Papirus. (Prefácio da segunda edição).

Jacques, P. Berenstein (2014). Elogio aos errantes. 2. ed. Salvador: EDUFBA.

Joseph, I. (2002). El transeunte y el espacio urbano. Sobre la dispersión y el espacio urbano. Barcelona: Gedisa.

Kohlsdorf, M. E. (1996). A apreensão da forma da cidade. Brasília: Editora da Universidade de Brasília.

Lynch, K. (1997). A imagem da cidade. São Paulo: Martins Fontes.

Peixoto, N. Brissac (1988). O olhar estrangeiro. In: Novaes, A. (org). O olhar. São Paulo: Cia das Letras.

Rapoport, A. (1978). Aspectos Humanos de la Forma Urbana. Barcelona: Gustavo Gili.

Sánchez, F. (1999). Arquitetura e Urbanismo: espaços de representação na cidade contempo-rânea. Rio de Janeiro: Veredas.

Sica, P. (1970). L´Immagine della Cittá. Bari: Laterza.

Tuan, Yi-Fu (1980). Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. São Paulo: Difel.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2017 Revista Internacional de Cultura Visual

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-SinObraDerivada 4.0 Internacional.

URL: http://journals.epistemopolis.org/index.php/imagen/