Acceso abierto Acceso abierto  Acceso restringido Suscripción o acceso de pago

O processo de inclusão de crianças com deficiência na educação infantil / Inclusion of Students with Disability in Children’s Education

Antonia Zelina Resplandes de Souza, thelma Helena Costa Chahini

Resumen


ABSTRACT

Including students with disability in Children’s Education requires an adequate specific educational qualification, commitment and effort of all professionals involved in the educational process. The challenge to promote a good quality and adequate education to students with disability, autism spectrum disorders and high abilities and/or gifted students on all levels in Children’s Education in Maranhão. This study aims to investigate, thru semi structured interviews among 23 participants, concluded that due to lack of operationalization of current federal law, the schools/professionals are not prepared to include children with disability in Children’s Education in Maranhão.


RESUMO

Incluir crianças com deficiência na Educação Infantil requer, além de uma qualificação adequada às necessidades educacionais específicas dessas crianças, o compromisso e o comprometimento de todos os profissionais envolvidos no processo educacional, bem como a desconstrução das concepções e atitudes existentes em relação a essa temática, como, no caso, o preconceito, o estigma, o assistencialismo, dentre outros. Um dos grandes desafios da educação na atualidade é proporcionar uma educação de boa qualidade e adequada aos educandos com deficiência, transtornos do especto autista e altas habilidades e/ou superdotação em todos os níveis de ensino. Neste sentido, este estudo teve por finalidade investigar o processo de inclusão de crianças com deficiência na Educação Infantil Maranhense. Desenvolveu-se uma pesquisa exploratória, descritiva. Ao todo, foram 23 participantes. Sendo 11 professores, 03 Coordenadores e 9 Gestores da Educação Infantil. Todos pertencentes ao sexo feminino, com faixa etária de 33 a 67 anos de idade. Os instrumentos de Coleta de Dados compreenderam entrevistas semiestruturadas. Os resultados apontam a não operacionalização da Legislação Federal vigente, visto que as escolas pesquisadas, juntamente com seus profissionais, não se encontram preparadas para a inclusão de crianças com deficiência na Educação Infantil. Ressalta-se a urgência na efetivação das Diretrizes Legais na Educação Infantil, visando incluir e acolher todas as crianças de forma plena, com ou sem deficiência.


Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


Chahini, T. H. C. (2013). Atitudes sociais e opiniões de professores e alunos da Universidade Federal do Maranhão em relação à inclusão de alunos com deficiência na educação superior. Curitiba: Instituto Memória.

Corrêa, P. M., & Manzini, E. J. (2014). Pontos de perigo em escolas da educação infantil: um estudo sobre acessibilidade. In M. C. Marquezine, R M. Busto, & D. S. Fujisawa (Orgs). Reflexões, experiências e práticas sobre inclusão (pp. 113-132). São Carlos: ABPEE.

Decreto nº 7.611, de 17 de novembro de 2011. (2011). Dispõe sobre a Educação Especial e o Atendimento Educacional Especializado e dá outras providências. Brasília. Recupera-do em 10 de setembro de 2015, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/decreto/d7611.htm.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas.

Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. (2015). Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Brasília. Recuperado em 15 de se-tembro de 2015, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm.

Lei nº 12.796, de 4 de abril de 2013. (2013). Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para dispor sobre a forma-ção dos profissionais da educação e dar outras providências. Recuperado em 15 de se-tembro de 2015, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/lei/l12796.htm.

Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. (2015). Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Brasília. Recuperado em 15 de setembro de 2015, de http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2014/lei-13005-25-junho-2014-778970-publicacaooriginal-144468-pl.html.

Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. (1996). Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília. Recuperado em 20 de setembro de 2015, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm.

Ministério da Educação [MEC]. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução nº 4, de 2 de outubro de 2009. (2009). Institui as Diretrizes Operacionais pa-ra o Atendimento Educacional Especializado na Educação Básica, na modalidade Educação Especial. Brasília. Recuperado em 10 de setembro de 2015, de http://www.abiee.org.br/doc/Resolu%E7%E3o%204%20DE%2002%20out%202009%20EDUCA%C7%C3O%20ESPECIAL%20rceb004_09.pdf.

Ministério da Educação [MEC]. Secretaria de Educação Básica. (2010). Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília: MEC.

Ministério da Educação [MEC]. Secretaria de Educação Especial. (1998). Diretrizes Curricula-res Nacionais para a Educação Especial. Brasília: MEC.

Ministério da Educação [MEC]. Secretaria de Educação Especial. (2004). Educação inclusiva: a fundamentação filosófica. Brasília: MEC.

Ministério da Educação [MEC]. Secretaria de Educação Especial. (2008). Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília: MEC.

Carvalho, R. E. (2004). Educação inclusiva: com os pingos nos is. Porto Alegre: Mediação.

Silva, A. P., & Silva, J. A. (2009). Inclusão e deficiência. In: M. P. Santos, M. P. S. Fonseca, & S. C. Melo (Orgs.). Inclusão em educação: diferentes interfaces. Curitiba: CRV.

Triviños, A. N. S. (1997). Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2018 Revista Internacional de Aprendizaje en la Educación Superior

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-SinObraDerivada 4.0 Internacional.